Dia das Chagas no Santuário, 17 de setembro: Com Cristo crucificado, os estigmas

Publicado por: Santuário WebRádio - Canindé - CE em 31 Aug, 2017

Acompanhando Frei Leão e Frei Rufino, entre agosto a setembro de 1224, Francisco esteve no Monte Alverne. Era seu lugar preferido para a meditação e o silêncio, era como seu eremitério. Estava em preparação para a Festa de São Miguel Arcanjo, tradição medieval. Em silêncio e sozinho, Francisco passava dias no Monte e recebia apenas Frei Leão que ele gostava de chamar irmão “cordeirinho” para levar-lhe algum alimento.

Francisco passava dias e noites, diante da cruz, adorando ao Nosso Senhor e pedindo em sua oração que pudesse sentir em sua carne, tanto quanto possível as dores da Paixão de seu Amado Jesus. Em grande recolhimento, contemplava e rezava, sentindo-se completamente transformado em Jesus.

Transfigurado pela adoração e contemplação, em setembro de 1224, Francisco recebeu os estigmas de Jesus. Um anjo com aparência de Serafim pairou em cima dele com os braços abertos e os pés juntos pregado numa cruz e imprimiu nele as chagas das mãos, dos pés e do lado direito do Senhor. A mesma ferida, a mesma dor… Francisco estava crucificado com seu Senhor.

Em sua grande humildade e santidade, procurou ocultar essa graça divina e cobria as mãos com o hábito e calçava sapatos com meias. Só algum tempo depois revelou o privilégio recebido a um irmão. Muito além dos estigmas, Francisco foi imitação de Cristo em todas as suas ações, principalmente sentindo dores dos menos favorecidos. E isso acontece até hoje, quando roga a Deus por todos nós. Por isso, São Francisco de Assis, em Canindé, é o nosso São Francisco das Chagas.

(Colaboração: Cirano Alysson – Liturgia Paroquial)

 

Confira a programação do Dia das Chagas de São Francisco no Santuário, em Canindé: 

MISSAS na Quadra da Gruta: 5h; 7h; 9h; 11h; 16h. 

CELEBRAÇÃO FESTIVA

18h – Procissão com o Painel de São Francisco e em seguida Santa Missa, na Quadra da Gruta, com o encerramento do Ano Missionário no Bicentenário da Paróquia de São Francisco das Chagas.

(Percurso da procissão: Rua João Pinto Damasceno, Trav. Monsenhor Zezinho, Tabelião Facundo (à esquerda), Trav. Severiano Martins, Joaquim Magalhães, Gervásio Martins e Basílica/Quadra da Gruta.

 

 Saiba mais…

O sentido e o significado das Chagas

(por Frei Régis G. Ribeiro Daher)

Mais do que desvendar o caráter histórico das Chagas de São Francisco, importa refletir sobre a experiência de vida que se esconde sobre este fato. O que significa a expressão de Celano “levava a cruz enraizada em seu coração”? O que isso significou para o próprio Francisco? Há um significado para nós hoje, naquilo que com ele ocorreu?

Um erro comum é o de ver São Francisco como uma figura acabada, pronta, sem olhar para a caminhada que ele fez até chegar à semelhança perfeita (configuração) com o Cristo. O que ocorreu no Monte Alverne é o cume de toda uma vida, de uma busca incessante de Francisco em “seguir as pegadas de Jesus Cristo”. Francisco lançou-se numa aventura, sem tréguas, na qual deu tudo de si: a vontade, a inteligência e o amor. As chagas significam que Deus é Senhor de sua vida. Deus encontrou nele a plena abertura e a máxima liberdade para sua presença.

O segundo significado das chagas é o de que Deus não é alienação para o ser humano, ao contrário, é sua plena realização e salvação. Colocando-se como centro da própria vida é que o homem se aliena e se destrói; torna-se absurdo para si mesmo no fechamento do seu ‘ego’. O homem só encontra sua verdadeira identidade, sua própria consistência e o sentido de sua existência em Deus. E Francisco fez esta descoberta: Jesus Cristo foi crucificado em razão de seu amor pela humanidade – “amou-os até o fim” – , e ele percorre este mesmo caminho.

O terceiro significado: as chagas expressam que a vivência concreta do amor deixa marcas. A exemplo de Cristo, Francisco quis suportar/carregar e amar os irmãos para além do bem e do mal (amor incondicional). Essa atitude o levou a respeitar e acolher o ‘negativo’ dos outros mantendo a fraternidade apesar das divisões. Esse acolher e integrar o negativo da vida é a única forma de vencer o ‘diabólico’, rompendo com o farisaísmo e a autosuficiência, aniquilando o mal na própria carne. Só assim, o homem é de fato livre, porque não apenas suporta, mas ama e abraça o negativo que está em si e nos outros.

O quarto significado: seguir o Cristo implica em morrer um pouco a cada dia: “Quem quiser ser meu discípulo, tome a sua cruz a cada dia e me siga” (Lc 9,23). Não vivemos num mundo que queremos, mas naquele que nos é imposto. Não fazemos tudo o que desejamos, mas aquilo que é possível e permitido. Somos chamados a viver alegremente mesmo com aquilo que nos incomoda, vencendo-se a si mesmo e integrando o ‘negativo’, de modo que ele seja superado. Nós seremos nós mesmos na mesma medida em que formos capazes de assumir nossa cruz. As chagas de São Francisco são as chagas de Cristo, e elas nos desafiam: ninguém pode conservar-se neutro, sem resposta diante da vida.

São Francisco não contentou-se em unicamente seguir o Cristo. No seu encantamento com a pessoa do Filho de Deus, assemelhou-se e configurou-se com Ele. Este seu modo de viver está expresso na “perfeita alegria”, tema central da espiritualidade franciscana: “Acima de todos os dons e graças do Espírito Santo, está o de vencer-se a si mesmo, porque dos todos outros dons não podemos nos gloriar, mas na cruz da tribulação de cada sofrimento nós podemos nos gloriar porque isso é nosso”.

Reprodução: Página web da Imaculada Conceição (www.franciscanos.org.br).

Venha celebrar conosco o Santo das Chagas em Canindé!

Publicação de conteúdos de mídias: Equipe de Comunicação de Mídias Digitais do Santuário / P@scom.



Postado em: Sem categoria
Compartilhe:

Notícias relacionadas

Paróquia de São Francisco realiza Missa Festiva do Bicentenário e partilha da Avaliação da Festa 2017

  A Paróquia de São Francisco das Chagas de Canindé...
leia mais

Paróquia lança formulário online para Avaliação da Festa de São Francisco das Chagas 2017

A Paróquia-Santuário de São Francisco das Chagas de Canind&...
leia mais

Canindé recebe a peregrinação da Relíquia de São Francisco em preparação aos 800 anos da Ordem Terceira Franciscana

A cidade de Canindé, localizada no sertão central do Ceará,...
leia mais

Comentários (0)


No ar agora

Parceiros

Facebook

Paróquia lança formulário online para Avaliação da Festa de São Francisco das Chagas 2017

A Paróquia-Santuário de São Francisco das Chagas de Canind&...

Paróquia de São Francisco realiza encontro de avaliação do Ano Missionário

“Não deixe a lamparina apagar…”, trecho do c&acir...

23º Grito dos Excluídos(as) 2017

Os direitos e os avanços democráticos no Brasil, conquistas nas &u...

Santuário de São Francisco das Chagas celebra Festa do Perdão de Assis (99 acessos)

No dia 2 de agosto, em todas as igrejas franciscanas, é celebrado o Perd&...

Paróquia realiza coletiva de imprensa e lança Cartaz Oficial da Festa e Novena 2017 (63 acessos)

Pároco e reitor do Santuário, Frei Marconi Lins, faz a apresenta...

Santuário celebra Dia do Perdão de Assis (60 acessos)

Devoção, fé e emoção marcaram o iníc...

Destaques da revista “O Santuário” de julho (45 acessos)

  Mais uma vez, trazemos uma nova edição da revista O Santu&...